X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
Minha Matricula
Você adicionou , o que deseja fazer agora?
Voltar! Fechar Compra!

Isso faz com que as empresas não enxerguem o prejuízo que estão tomando...

Isso faz com que as empresas não enxerguem o prejuízo que estão tomando...

Isso faz com que as empresas não enxerguem o prejuízo que estão tomando...

 

Uma empresa funciona como uma engrenagem, é necessário que cada peça desempenhe sua função de forma eficaz para tornar o conjunto mais produtivo, obter um ótimo resultado e gerar maior lucratividade.

O maior problema é que muitas empresas estão acostumadas a operar em modo de mau funcionamento. Isso faz com que elas não enxerguem o prejuízo que estão tomando nem a causa de seus problemas...

O case abaixo mostra que Análises superficiais geram Soluções superficiais

Nosso exemplo hoje é uma empresa que produz farinha de trigo e vende localmente.

Suas embalagens começaram a chegar rasgadas e com produto literalmente vazando.

Como “ação imediata”, eles executaram várias atividades, rearranjaram os embarques e desembarques de produto. Passaram a empilhar os sacos de farinha em paletes menores, tentaram até embalar os paletes em papel bolha. O problema diminuiu, mas ainda assim várias unidades do produto chegavam danificadas.

Ou seja, eles trataram a consequência, que eram as embalagens rasgadas, mas não a causa agindo assim, sem um processo sistêmico de investigação, trabalharam no que acreditavam ser o motivo das embalagens chegarem rasgadas. Realizaram diversas ações, tiveram retrabalho, mas o problema não foi resolvido, voltou a acontecer repetidas vezes.

Daí a empresa resolveu aplicar o Ishikawa e depois os 5 porquês. Foi quando os profissionais descobriram que o problema não estava no transporte, e sim em uma etapa do processo deles.

Olha o prejuízo que a falha no processo causou:

1 - O prejuízo nas embalagens rasgadas.

2 - Sem uma tratativa adequada, a empresa gastou muito dinheiro atuando sobre as causas erradas: comprando paletes novos, embalando os paletes de forma diferente, (re)treinando os colaboradores sobre a nova prática de embarque de produtos, gastando tempo para planejar ações que não deram resultado.

 

Fora o dano que não foi mensurado:

A satisfação do cliente. Imagine como o cliente dessa empresa reagia quando recebia um carregamento com 10% da carga avariada, que precisaria ser reposta, atrasando a produção e todo o cronograma que ele havia montado.

 E você, quer melhorar seus processos e evitar que os prejuízos ocorram em sua empresa?

 

Clique aqui e saiba como: https://bit.ly/2J2wVlD

 

 #gestãodeprocessos #Ishikawa #prejuízo #falhanosprocessos #mapearprocessos #lucros #reduzircustos #otimizarprocessos #ferramentasdaqualidade #oportoforte

 


Fontes: Blog da qualidade, gestão em sintonia

 

Enviando Comentário Fechar :/
Desenvolvido por: Fokus - Mídias Digitais
Voltar ao topo