Minha Matricula
Você adicionou , o que deseja fazer agora?
Voltar! Fechar Compra!

Força em grupo

Força em grupo

Força em grupo

Em um estudo sobre os diferentes efeitos do exercício sobre os animais que vivem sós e os que vivem em grupo, a neurocientista de Princeton, Elizabeth Gould – que é pioneira no campo da neurogênese – descobriu que a interação social tem um impacto poderoso sobre a neurogênese.

Mas isso não quer dizer, de modo algum que sair para correr sozinho é ruim.

Gould está tentando elucidar relações extremamente complexas entre o estresse, o ambiente e o exercício, e há vários pontos cruciais a se aproveitar do seu estudo.

Se você não vinha se exercitando e tiver muitos outros estresses em sua vida, é importante começar devagar.

O apoio social tem um efeito poderoso sobre o cérebro e pode tanto evitar os impactos negativos do estresse como limpar o caminho para que o exercício impulsione o maquinário do crescimento. Então, mantenha suas relações para manter suas conexões

Se você mantiver a sua rotina, seu sistema se ajustará de modo a tirar vantagem da atividade.

Naturalmente, Gould enfatiza que existem limitações para conclusões tiradas de estudos com animais. “Os roedores são realmente diferentes dos humanos”. “Se você der a ratos uma roda de correr, todos eles, sem exceção, vão correr. O mesmo não acontece com os humanos. Muitos compram esteiras e que acabam se transformando em cabideiros” 

É verdade que nascemos para correr, mas também somos programados para tirar vantagem dos períodos de fartura. O instinto de largarmos no sofá não apareceu de repente em nosso DNA nos últimos cem anos; o problema é que o nosso ambiente moderno é incongruente com nossos genes – O alimento nunca está longe do alcance de nossas mãos – requer apenas 10 passos até a geladeira. Por isso é importante substituir a necessidade de se esforçar para obtê-lo pelas exigências do exercício aeróbico.

Mas não se torne um rato de laboratório. Reserve a corrida em esteira para dias chuvosos ou para ocasiões que não possa fazer algo com outras pessoas.

Junte-se a um time, participe de uma corrida beneficente, treine com amigos. Isso traz um senso de obrigação além de poder se tornar um poderoso motivador. Caminhar com a pessoa que você ama também pode ser a solução.

Lembre-se: você foi feito para mexer. Então mexa-se!

 

Este foi mais um pequeno trecho do livro Corpo Ativo, Mente Desperta de Dr. John J. Ratey e Eric Hargerman. Um livro que explora a conexão mente corpo e prova que o exercício é uma das maiores armas para o cérebro.

 

  • Compartilhe em sua rede social:
Enviando Comentário Fechar :/
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
1