Minha Matricula
Você adicionou , o que deseja fazer agora?
Voltar! Fechar Compra!

As qualidades pessoais que trazem influência

As qualidades pessoais que trazem influência

Assim como as pessoas aprendem um novo idioma, a tocar um instrumento, a jogar futebol... Elas também podem aprender os atributos pessoais que proporcionam influência e cultivar estas qualidades. E para isso, é preciso vencer com êxito três obstáculos:

- Você precisar acreditar que uma mudança pessoal é possível, caso contrário, não conseguirá desenvolver os atributos que trazem poder.

- É importante ver a si mesmo e identificar os seus pontos fortes e fracos da forma mais objetiva possível. Isso é difícil porque muitas vezes supervalorizamos qualquer feedback positivo ignoramos os negativos.

- Você precisa entender as qualidades mais importantes para construir uma base de poder, de modo que possa focar a sua atenção e o seu tempo no desenvolvimento dessas qualidades.

A mudança é sempre possível.

Em uma aula sobre poder John, um aluno de negócios, viu a matéria como algo a ser usado mais tarde na vida quando ele estivesse “num degrau mais alto da cadeia alimentar”. Porém resolveu executar um experimento pessoal enquanto procurava por um emprego, para ver se ele podia agir de forma diferente e quais seriam os resultados.

John percebeu que precisava projetar segurança e autoconfiança, embora o seu histórico pessoal e os antecedentes familiares nem sempre tenham deixado que ele se sentisse como se “fizesse parte”. Ao se preparar para a chegada dos recrutadores no campus, John vestiu-se de forma elegante para se destacar enquanto se ambientava e se projetou de modo enérgico durante as entrevistas, ao mesmo tempo sendo respeitoso com a outra pessoa. “Eu fiquei parado e me aproximei dos entrevistadores conforme eles se aproximavam de mim, fazendo contato visual, apertando a mão dele antes que eles apertassem a minha, sentando-me em uma posição que demonstrasse um pouco de domínio ao longo da entrevista”, ele disse. “Tudo isso foi feito para transmitir que eu tinha algum nível de poder na sala.”

John recebeu sete ofertas de emprego, tendo ido a sete entrevistas. E atribuiu o seu sucesso à forma com a qual havia se apresentado, em parte porque alguns daqueles que lhe ofereceram empregos comentaram sobre como ele havia se destacado entre seus pares através de seu comportamento.

É fato que as pessoas têm personalidades e qualidades individuais provenientes de alguma combinação genética com educação. Mas saiba que é possível mudar estrategicamente os atributos individuais para que se tornem mais eficazes em termos pessoais.

Você também pode mudar.

 As qualidades pessoais que trazem influência

 

Faça uma autoavaliação objetiva

 

Caso pretenda se desenvolver, você precisa começar uma avaliação honesta de onde precisa aprimorar mais. Essa avaliação representa um grande desafio motivacional porque gostamos de pensar bem de nós mesmos e superestimamos nossas próprias habilidades, além de evitarmos as pessoas que são críticas em relação a nós e ao nosso trabalho.

Aqui vai uma sugestão: Faça um exercício de autoavaliação. Classifique a si próprio em uma escala de 1 a 5 em cada um dos atributos. Peça a outras pessoas que o classifiquem também. E por si só, ou com um amigo, desenvolva um plano de ação para construir aquelas qualidades nas quais apresentou as avaliações mais baixas. Revise regularmente o seu progresso e se certifique de que continuará a desenvolver aqueles atributos pessoais que ajudam a construir o poder.

E reconheça um segundo desafio em sua autoavaliação. Ainda que esteja propenso a fazer o trabalho emocionalmente difícil de ser clinicamente objetivo em relação a seus pontos fortes e fracos, você pode não ter a especialização necessária para saber como e o que aperfeiçoar.

Infelizmente pedir ajuda, para alguns pode parecer fraqueza, mas aqueles que admitem e reconhecem as suas próprias deficiências são os que possuem maior probabilidade de se aprimorar. Afinal, se você já o tivesse, com certeza não estaria cometendo esses erros.

Como disse Confúcio:

"O real conhecimento é conhecer a extensão da própria ignorância."

 

Fonte: Trechos retirados do livro "Poder por que alguns têm" de Jeffrey Pfeffer.

  • Compartilhe em sua rede social:
Enviando Comentário Fechar :/
X

Fale Conosco:

Aguarde, enviando contato!
1